Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Os 5 erros mais comuns no treino de panturrilhas

U Calila Galvão   

A panturrilha, ou batata da perna como é também popularmente conhecida, é uma parte do corpo que consegue dar dor de cabeça tanto para os homens quanto para as mulheres. Quem tem panturrilhas finas deseja engrossá-las o mais rápido possível.
Os 5 erros mais comuns no treino de panturrilhas
Elas podem ser motivo de piada, principalmente para os homens, que costumam colocar apelidos nos amigos. Mesmo treinando esses músculos todos os dias intensamente, você não consegue desenvolvê-los. Provavelmente, você deve estar fazendo alguma coisa errada.

Anatomia da panturrilha

O conjunto dos músculos localizados na panturrilha é chamado de tríceps sural e é formado pelos músculos solear (camada interna) e gastrocnêmio (camada superficial). O conjunto possui esse nome porque o sóleo possui apenas um ventre e o gastrocnêmio, dois, formando 3 ventres no total.
Os 5 erros mais comuns no treino de panturrilhas
O gastrocnêmio é dividido em ventre medial e lateral e os dois realizam os movimentos de flexão do joelho e flexão plantar do tornozelo. Já o sóleo ou solear realiza apenas a flexão plantar do tornozelo. Como são utilizados para as atividades do dia a dia como caminhar, por exemplo, possuem uma grande força.

Porque fazer treino de panturrilha

Os 5 erros mais comuns no treino de panturrilhas
Essa sua característica explica porque ele é tão difícil de hipertrofiar. As fibras musculares são constantemente fortalecidas e, por isso, são difíceis de lesionar. Assim, se não ocorrerem as microlesões, não haverá músculo para reparar e, consequentemente, não haverá hipertrofia.
Além dos motivos estéticos, é preciso lembrar que o tríceps solear é muito importante para o sistema como um todo pois ajuda no retorno do sangue para o coração. Pessoas que treinam as panturrilhas de forma efetiva ajudam a melhorar o sistema circulatório.

Erros que você não pode cometer no treino de panturrilha

Os 5 erros mais comuns no treino de panturrilhas

Tenha panturrilhas flexíveis

Ter a musculatura encurtada não é bom em nenhum aspecto, principalmente se você deseja desenvolver esses músculos. É melhor ter uma grande amplitude de movimento nos tornozelos do que aumentar a carga e não fazer o exercício na angulação correta.

Quantidade de treinos

Treinar o mesmo músculo todo dia não é adequado, porém treinar apenas uma vez por semana como muitos fazem, principalmente os homens, não é a melhor atitude. Oferecendo ao músculo o descanso de 48 horas é o suficiente.

Angulação do movimento

Outro ponto importante é saber exatamente qual o músculo que está sendo mais solicitado no momento do exercício. Por exemplo, o gastrocnêmio fica mais “frouxo” quando o exercício é realizado com a flexão do joelho. Nesse caso, as fibras do sóleo ficam mais tensas e são mais requisitadas.
Os 5 erros mais comuns no treino de panturrilhas

Pouca intensidade no treino de panturrilha

Você faz todos os exercícios para braço de maneira espetacular, mas quando chega a hora da panturrilha, o faz sem vontade. Muitas vezes já é tão desanimador continuar investindo em uma musculatura que não dá retorno que você não se importa tanto. O jeito é aumentar a intensidade dos treinos para que os músculos possam responder de maneira adequada.

Deixar o treino de panturrilha por último

Esse é um erro bastante comum e que não pode ser cometido. Se você deseja resultados precisa colocar toda a sua força muscular nesse treino. Quando você deixa-o por último, certamente as fibras não trabalharão 100% o que prejudicará o seu desempenho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário