Barra de vídeo

Loading...

domingo, 31 de janeiro de 2016

Treino na gestação


Treino na gestação
Uma gestação traz muitas novidades para toda a família, mas a mulher é, sem dúvida, quem passa pelas principais transformações. O corpo dela se modifica e, desde o começo surgem dúvidas como “posso continuar a treinar?”, “não é prejudicial para o bebê?” ou “quais atividades posso praticar?”. É o que veremos a seguir.
Atividade física sempre é benéfica e, para uma gestante não poderia ser diferente. Exercitar-se durante a gestação faz bem para a mãe, para seu bebê, para o parto (principalmente se for normal) e ajuda na recuperação pós-parto.
Para a gestante, diversos são os ganhos como menor ganho de peso corporal, menor risco de desenvolver diabetes e outras doenças gestacionais, além de preparar os músculos posturais, ou seja, a gestante sofrerá menos com dores durante a gestação.
Há muita controvérsia em relação ao treino nesse período. Alguns médicos (os mais antigos principalmente), são contra a prática de atividade física durante todo o período gestacional. Outros restringem qualquer atividade física durante os três primeiros meses, momento em que o feto está começando a se prender no útero, portanto o período mais arriscado  para abortos espontâneos.
Há aqueles que dizem não haver riscos durante todo o período. Sempre siga a conduta de seu médico, uma vez que cada caso é um caso. Porém, há algumas situações em que se deve evitar a atividade física:
-Sangramento uterino;
-Risco de parto prematuro;
-Embolia pulmonar recente;
Tromboflebite;
-Insuficiência cardíaca ou doença miocardia.

As adaptações no corpo da gestante

Para acomodar o feto que se desenvolve e para o futuro parto, o corpo da mulher passa por algumas adaptações importantes que devem ser levadas em consideração na hora do treino.
Durante a gestação o corpo produz um hormônio chamado relaxina que provoca aumento e relaxamento das articulações e ligamentos, tornando regiões como o quadril mais instáveis. Com o passar das semanas as mamas e a barriga crescem projetando o corpo para frente. A coluna tenta compensar provocando uma hiperlordose, gerando dores e desconfortos. Também há um aumento na frequência cardíaca e ventilação (respiração), diminuição da pressão arterial e dificuldade de dissipação de calor.  

Como é o treino na gestação?

treino na gestação
Qual treino escolher? Como treinar? O que é mais benéfico para mãe e seu bebê? Diversas atividades podem ser praticadas, entretanto, outras devem ser evitadas como:
– Atividades de impacto – devido a relaxina (citado acima) o risco de lesão é muito alto;
– Atividades com alto nível de equilíbrio – além do risco de queda, que também coloca em risco o feto, a gestante pode sofrer lesões graves. As alterações no organismo são rápidas e a percepção corporal não as acompanha, o que dificulta a execução desses exercícios;
– Apneia e mergulho – muita gente quando faz alguns exercícios, principalmente na musculação, faz apneia que consiste em travar a respiração durante o exercício. As chances de embolia aumentam nesse período;
– Esportes de contato físico – pelo risco de trauma abdominal;
– Alongamentos profundos e movimentos balísticos – exercícios que exijam grande amplitude da articulação;
– Exercícios na posição supino (deitado de barriga para cima) – atrapalham o retorno venoso.
As atividades mais indicadas são caminhadas, bike indoor, treino de resistência  (como musculação), natação ehidroginástica. Também são indicados yoga e pilates. Sempre avise seu professor que você é gestante para que ele tome as precauções. O treino deve ser feito 3 vezes por semana por um período de 30 minutos. Esse período pode ser ampliado para mulheres com maior nível de condicionamento.
O treino tem que ser de intensidade leve a moderada e a frequência cardíaca não pode ultrapassar 140 bpm. Dê preferencia a exercícios que se pratica sentada ou em pé. Natação e hidroginástica são muito recomendados por médicos, pois a água diminui a pressão da coluna, relaxa a musculatura, alivia o stress além de ser um ótimo exercício. Na musculação, os exercícios em máquinas são os mais indicados por apresentar menor risco de acidente e melhor mobilização articular.
Praticando as atividades adequadas, sempre sob a supervisão de um professor e orientação de um nutricionista, você terá uma gestação saudável e tranquila e um bebê mais saudável ainda. Se tiver alguma dúvida mande para gente! Se não é gestante indique esse artigo para uma amiga ou parente, já que um erro nessa etapa pode ser prejudicial.
Bom Treino futura mamãe

Nenhum comentário:

Postar um comentário