Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 10 de maio de 2016

Como preparar peito de frango para a dieta (e deixá-lo comestível)

 

Muito se fala da importância do peito de frango na dieta para hipertrofia, mas nem tanto sobre comoprepará-lo corretamente e de uma maneira que um ser humano possa comer sem criar ódio pelo alimento dentro de poucas semanas.
Antes de qualquer coisa, porque a maioria dos fisiculturistas, entusiastas e atletas em geral preferem comer peito de frango em vez de outras fontes de proteína ?
Na verdade, a maioria das pessoas já usam outras fontes de proteína, contudo o peito de frango é a fonte mais usada porque simplesmente oferece uma boa quantidade de proteína (20-25g de proteína a cada 100g de carne crua), com todos os aminoácidos necessários para gerar hipertrofia, sem fornecer carboidratos ou gorduras, tudo isso por um preço relativamente barato comparado com outras fontes.
Como você pode ver, não é como se o peito de frango fosse um alimento “obrigatório” para hipertrofia, porém ele é um dos mais convenientes e baratos, por isso ele está presente em praticamente todas as dietas.
O único “defeito” do peito de frango é que por não conter gordura, ele é uma carne bem seca e não é tão saborosa. Com isto, qualquer erro durante o tempero ou preparo, e você vai passar por maus momentos pra conseguir comer.
Como se não fosse suficiente, a maioria das pessoas pensam que “dieta” significa fazer todas as refeições da maneira mais “saudável” possível; sem óleo, sem temperos e condimentos.
O resultado ? O peito de frango vai ficar com gosto de isopor e, obviamente, será excluído da dieta na primeira oportunidade.
Primeiramente, se você não é um atleta de fisiculturismo que está nas semanas que antecedem a competição ou não tem problemas de pressão arterial por ser sensível à ingestão de sódio, você não tem porque ficar cortando sódio de tudo na dieta.
Na verdade, precisamos de sódio para algumas funções vitais do corpo e cortá-lo sem controle ou estratégia específica pode ser perigoso.
O organismo sempre está trabalhando para controlar o sódio no corpo, se você ingere mais, ele descarta mais na urina; se você ingere menos, ele retém mais na próxima vez que você ingerir. Mas se você corta completamente o sódio, coisas ruins começam a acontecer.
Em suma, se você não é fisiculturista ou não recebeu uma instrução médica para controlar o sódio, você não precisa fazer isso e não precisa transformar sua dieta num inferno por excluir o uso de temperos. A única questão aqui é a moderação. Não é necessário cortar completamente, mas também não exagere.
Outro ingrediente que as pessoas costumam cortar na tentativa de deixar a dieta mais “saudável” é a gordura.
Nosso corpo usa gorduras e colesterol para sustentar vários processos que envolvem a criação de hormônios, sem contar que a gordura é que mais vai deixar a comida saborosa.
Deixar o seu frango saudável e de acordo com o seu objetivo não é uma questão de cortar o uso de gorduras, mas escolher a gordura correta.
Evite a qualquer custo usar óleos vegetais (canola, milho, girassol, soja, etc.), estes apesar de deixarem a comida saborosa, são instáveis, não suportam altas temperaturas durante o preparo do alimento, oxidam e liberam diversos compostos tóxicos no alimento.
Já óleos como o de coco e de oliva extra virgem, suportam temperaturas mais altas, não oxidam e ainda trazem propriedades nutricionais que auxiliam na saúde.
Estes poderão ser usados em moderação durante o preparo do alimentos sem problemas, você só tem a ganhar e ainda deixar o alimento mais saboroso.

E então, como preparar peito de frango para a dieta ?

Considerando o que falamos, ou seja, que não precisamos deixar um alimento o mais chato possível para ele ser saudável na dieta, isto abre um leque grande de possibilidades para preparar o seu frango.
como-preparar-o-peito-de-frango
Neste texto iremos mostrar uma receita básica com coisas que você já deve ter na sua própria casa e que vai funcionar na maioria dos casos, mas nada aqui está escrito em pedra. Você pode fazer suas próprias modificações e usar temperos, ervas, condimentos da sua preferência para deixar o peito de frango mais gostoso. A tentativa e erro será essencial para que a sua dieta seja sustentável e você consiga-la segui-la sem enjoar do alimento tão cedo.

Receita de peito de frango no forno ou frigideira antiaderente

Ingredientes
  • 1kg de peito de frango (sem pele e sem osso)
  • ½ (meia) colher de sopa de tempero pronto (sal, cebola e alho)
  • ½ limão pequeno espremido
  • 1 colher de sopa rasa de azeita de oliva extra virgem ou óleo de coco
  • 1 colher de sopa de alho moído/triturado
  • 1 colher de sopa de água (para evitar que o frango fique muito seco depois de feito)
Como preparar
  1. Corte o peito de frango em pedaços menores (cubos ou pequenas tiras) e deixe em um pote/panela com tampa que possa ser usado para guardar na geladeira mais tarde.
  2. Misture o restante dos ingredientes com o frango usando as mãos até que todos os pedaços estejam temperados.
  3. Guarde na geladeira por pelo menos duas horas para pegar mais gosto.
Agora, com o frango temperado, você tem duas opções para aquecê-lo.
1 – No forno
Fazer o frango no forno é a forma mais prática. Deixe o forno preaquecendo em 250ºC por 20 minutos, coloque todo o frango temperado em uma travessa e deixe assando por 20 minutos. Não é necessário colocar óleo ou água adicional.
Desta forma, você pode fazer mais frango em menos tempo e ir reaquecendo a comida conforme for tendo que comer.
2 – Na frigideira antiaderente
Apesar do forno ser mais prático, nem todos gostam de comer comida requentada. No caso do frango isso é compreensível já que toda vez que você reaquecê-lo ele vai ficar mais seco e mais difícil de comer.
Neste caso, usar a frigideira antiaderente pode ser uma ideia melhor. Basta deixar a frigideira no fogo alto por 2 a 3 minutos e colocar a quantia necessária de frango. Jogue um pouco de água na frigideira e deixe fritar cada lado por cerca de 2 minutos. Pronto. (obs: sem usar óleo adicional)

Palavras finais

Peito de frango é uma das melhores fontes de proteínas e com o melhor custo benefício para quem faz dieta para hipertrofia ou perda de gordura, porém pode ser uma das mais odiadas se você não souber prepará-la corretamente ou ainda estiver preso em falsos paradigmas nutricionais. Se você está começando agora ou está com muita dificuldade para inserir o frango na dieta, as dicas deste texto serão extremamente úteis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário