Barra de vídeo

Loading...

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

As 5 maiores mentiras sobre hipertrofia muscular (que estão sabotando seus ganhos)

Muitas teorias que são bem aceitas no mundo da musculação, na verdade, podem estar sabotando os seus ganhos e impedindo que você consiga o corpo que sempre quis. Conheça as maiores mentiras sobre hipertrofia muscular e como contorná-las para gerar mais progresso na academia.

Mentira 1 – Não é possível crescer sem usar suplementos

Suplementos, em sua maioria, vão complementar uma dieta que não consegue fornecer todos os nutrientes que o corpo precisa para crescer. Mas isso não significa que a dieta não consiga fornecer tudo.
Na verdade, a dieta sempre será a principal responsável por gerar hipertrofia, os suplementos vão apenas dar suporte em situações onde eles realmente sejam necessários (e nunca vão ser a base).
mentiras-hipertrofia
Tenha sempre em mente que usar suplementos somente por usar, sem saber se está se alimentando corretamente, é a maneira mais fácil de desperdiçar dinheiro e ainda gerar menos ganhos.

Mentira 2 – Para ganhar massa muscular você precisa comer tudo o que vier pelo seu caminho

Para ganhar massa muscular é necessário ingerir mais calorias do que o corpo precisa. Isto significa que será necessário comer mais do que o comum.
Ok.
Acontece que este aumento na ingestão de alimentos deve ser controlado. É necessário ingerir apenasum pouco mais do que o normal, desta forma já é possível maximizar a hipertrofia muscular e comer mais do que isso não vai, necessariamente, gerar mais resultados.
A maioria das pessoas pensam que para ganhar massa muscular é necessário comer tudo o que vier pela frente, mas esta prática, na maioria das vezes é confundida (ou maliciosamente interpretada) como um passe livre para comer porcarias sem controle, o que acaba gerando acúmulo desnecessário de gordura.
Acúmulo de gordura desnecessário deve ser evitado a todo custo na fase de ganho de massa muscular.
Quanto mais gordura alguém ganhar, posteriormente, mais longa será a fase de secar e mais massa muscular será perdida. As vezes fazendo a pessoa voltar a estaca zero.
Alias, quanto mais gordura corporal, menos saúde, menos sensibilidade à insulina e menos ganhos como um todo.
Realmente precisamos comer mais, mas de forma inteligente, para ganhar o máximo de massa muscular e o mínimo de gordura (ganhar um pouco de gordura é normal e inevitável).
Não seja mais um daqueles caras acima do peso que dizem estar em “fase de ganho de massa”. A única pessoa que está acreditando nisso é você.
Bulking eterno se chama “obesidade”.

Mentira 3 – Você precisa mudar o treino regularmente para o corpo não se acostumar

Enquanto o corpo realmente precisa de estímulos diferentes para crescer, isto não significa que o treino deve ser alterado em intervalos fixos – apenas com o objetivo de mudar.
Se um treino está trazendo bons ganhos, não há razão na face da terra que seja válida para mudar as coisas apenas porque já terminou “o prazo“ e agora você precisa mudar tudo para confundir os músculos.
O que vai acontecer é que, neste caso, você vai abandonar um treino que estava trazendo bons ganhos por um possivelmente pior.
Qual a lógica nisso ? Nenhuma.
Da mesma forma que músculos não sabem contar, eles também não raciocinam e muito menos ficam confusos.
Músculos apenas se adaptam ao estresse imposto a eles e este estresse precisa ser cada vez maior para gerar estímulos diferentes.
Isto pode ser feito através da sobrecarga progressiva, da intensidade do treino, da qualidade da contração nas repetições, etc…
Em vez de mudar o treino constantemente, experimente adotar uma rotina básica que tenha histórico de efetividade (exemplo: upper/lower, push/pull, etc…), agora tentar ultrapassar os seus limites semana após semana e só mudar as coisas quando realmente não estiver mais vendo mudanças.
Lembrando que nenhum treino ou método vai gerar hipertrofia muscular sem que uma dieta esteja sendo executado em conjunto.

Mentira 4 – Você pode ser do tamanho de um fisiculturista, basta ser determinado e paciente

Todos os fisiculturistas profissionais estão usando algum tipo de farmacológico para manipular a quantia de hormônios anabólicos no corpo. Fato.
Na verdade, praticamente todas as pessoas, que de alguma forma ganham dinheiro com o corpo, estão usando algo para se manter acima dos demais.
Pense.
Existe uma montanha de dinheiro no mundo fitness para quem faz sucesso e esse dinheiro está lá para quem chegar primeiro e pegar. Você acha mesmo que essas pessoas não vão fazer qualquer coisa que estiver ao seu alcance para ter uma vantagem e chegar lá primeiro ? Estamos falando de seres humanos!
E não me entenda mal, isto não tira o mérito de ninguém, afinal, essas pessoas costumam treinar mais, se alimentar melhor e se sacrificar mais que 99% do que os outros que estão nessa vida (é por isso que elas estão no topo).
Mas essa história começa a se tornar um problema quando naturais pensam que podem ter o mesmo corpo que “aquele cara famoso”, somente com treino , dieta e descanso, algo que pode gerar falsas expectativas que nunca serão alcançadas.
Falsas expectativas podem fazer alguém desanimar totalmente da musculação, isso quando não fazem alguém gastar dinheiro desnecessariamente com serviços e produtos inúteis que só vão tirar a pessoa do caminho real a ser seguido para mudar o corpo (pra no final ela desistir da mesma forma).
Mesmo assim não há razão para perder as esperanças. Com treino pesado, alimentação adequada e descanso suficiente, é possível construir um físico de respeito, apenas é necessário ser humilde para aceitar que ter mais de 100kg com pele fina e veias saltando por todo lado pode não estar no seu futuro.

Mentira 5 – Treino bom é aquele que faz você sair se arrastando da academia (leia atentamente antes de comentar)

Algumas pessoas se orgulham ao saírem destruídas da academia e pensam que qualquer rotina que não chegue perto deste nível de “destruição” não pode sequer ser chamada de treino.
Realmente, ninguém nunca construiu um físico de respeito com treino fraco e descompromissado, mas existe uma linha muito tênue entre treinar pesado e treinar de maneira estúpida.
Treinar visando apenas o esgotamento físico (e mental), ao ponto de ultrapassar a sua capacidade de recuperação, pode fazer você perder massa muscular.
Isso mesmo.
Ao treinar com o objetivo de sair da academia somente com o auxílio dos paramédicos, você pode sobrecarregar seu sistema nervoso central, liberar cortisol demais e diminuir a produção de testosterona. Não é necessário explicar o que isso vai fazer com sua massa muscular.
Isto não significa que você precise treinar com os pesos coloridos da academia e fazer “fisioterapia”.
Pelo contrário. Treine pesado, mas de maneira inteligente e aprenda a escutar o seu corpo. Se você costuma sair da academia morto e isto está afetando outras atividades do seu dia a dia, é bem possível que você esteja passando do ponto.
Insônia, pouco apetite sexual, falta de motivação, falta de atenção, baixa imunidade e mudanças de humor, são outros sintomas comuns de excesso de treino.
Lembrando que treinar pesado sem dieta correta pode amplificar todos esses problemas. De nada adianta dar tudo na academia e empurrar a dieta com a barriga, não fornecendo os nutrientes que o corpo precisa para se recuperar adequadamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário